A Arte de Meditar

A Arte de Meditar

Meditar é base para expansão da intuição e para a expansão da capacidade de interpretação.  A intuição expandida permite a capacidade de relacionar elementos aparentemente não relacionáveis e a partir daí vêm a expansão da capacidade de interpretação. Isto é, entre outras situações, daí advêm as conexões entre fatos vividos por cada pessoa e o estado psicológico, menTal e emocional que esta se encontra. Daí advêm também conexões sobre momentos históricos e estados pessoais de vida. O aumento da intuição e da capacidade de interpretação levam a revelações interiores, entendimento sobre sua própria condição resultando no auto-conhecimento.

Meditação é mesmo…a base para o auto-conhecimento.

Sentado sozinho em seu quarto, ou em grupo em um salão, ou ainda em baixo de uma árvore em um parque, por fim quem sabe até em viagem em um avião, ônibus, barcas ou metrô, em meditação um ser humano pode perceber o vazio, um nível de consciência sem pensamento algum, livre de flutuações, ou excitações da mente, silêncio interior total, estado de testemunha.  

Para a maioria isso pode parecer estranho, ou novo, ou impossível ou curioso. No entanto, é exatamente essa experiência cerebral, mental e de consciência que está descrita -em detalhes muitas vezes- em várias tradições milenares de meditação, tais como as tradições da Índia, do Japão e da China.

No Japão, descreve-se esta experiência de meditação “como estar sentado no silêncio”, ou seja, estar confortavelmente instalado no aconchego profundo de si mesmo!

No Bhagavad Gita, uma das escrituras da Índia antiga, estar em meditação é estar estabelecido no ser interior, ou seja, estar no mesmo estado confortavelmente instalado no âmago de si mesmo! Meditação é parte integrante do Yoga, do Ayurveda e de várias outras tradições. Por isso, de certa forma existe um número crescente de pessoas que intuem que esta experiência meditativa não só é possível como é benéfica e fundamental para a sua evolução como ser humano.

Exatamente por isso essa experiência meditativa foi longamente comentada e registrada por tantas tradições e civilizações, por que é possível e real! Hoje, busca-se -além de todas as realizações materiais- o encontro consigo mesmo! Assim, meditar é a arte de atravessar as atividades mentais mergulhando em um estado de percepção clara e direta de silêncio, sem pensamentos, ainda assim, em plena consciência.

Em consciência meditativa. Isto é possível em meditação, no entanto não significa que seja uma experiência contínua durante todo o tempo de uma meditação. Durante a meditação eventualmente transpõem-se a ladainha dos pensamentos e cai-se em um campo do silêncio, do ser interior, oco da existência.

Nesse estado notam-se as qualidades daquilo que não tem qualidade. Vazio pleno de qualidades inteligentes, de símbolos vivos que constituem a base de nossa psique. Silêncio vibrando qualidades e valores humanos e universais.

Autor: ADRIANA MARANHÃO . ASTRÓLOGA

Astróloga, Numeróloga e Analista de Nomes. Especializada em Nomeação, Orientação Vocacional, Planejamento Profissional e Qualidade de Vida. Certificada em Ayurveda e Yoga com larga experiência anterior no ensino de Meditação. Presta Atendimentos Individuais e Serviços Especiais em Curitiba e no Rio de Janeiro. Consultoria: www.adrianamaranhao.com | Email: a.astrologa@adrianamaranhao.com | Telefone: (21) 982246260 | Skype: adrias333 |

Estou te escutando! Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s